Potter Heaven

Oclumência

Cras mattis consectetur purus sit amet fermentum.

Em Harry Potter e a Ordem da Fênix, Alvo Dumbledore pede que o professor de Poções de Hogwarts, Severo Snape, dê aulas de Oclumência a Harry. Mas o que exatamente vem a ser isso?

Após Harry presenciar o ataque a Arthur Weasley no Ministério da Magia, Dumbledore temia que Voldemort descobrisse que o jovem podia sentir quando o Lord das Trevas estava furioso ou alegre e se aproveitasse disso para atraí-lo até o Departamento de Mistérios para pegar a profecia para ele.

Para evitar que o pior acontecesse, o diretor pediu a um ex Comensal da Morte que ensinasse Harry a proteger sua mente à “intrusão e à influências mágicas”, uma vez que Voldemort sempre foi excepcionalmente competente em Legilimência.

Legilimência é o poder de extrair sentimentos e lembranças da memória das pessoas. Podemos ver inúmeros exemplos dessa arte nos livros, como em Harry Potter e a Pedra Filosofal, quando Harry pega a Pedra e fala que não sabe como obtê-la, e Voldemort afirma que ele está mentindo.

Ver a mente de outras pessoas pode parecer uma arte fácil, mas não é. Severo Snape afirmou que “a mente não é um livro que se abre quando se quer e se examina ao bel-prazer. Os pensamentos não estão gravados no interior do crânio, para serem examinados por qualquer invasor. A mente é algo complexo e multiestratificado“, mas que ainda assim, os peritos em Legilimência podem penetrar na mente das pessoas e interpretar suas conclusões corretamente.

Apenas quem domina corretamente a Oclumência pode ocultar sentimentos e lembranças que contradizem uma mentira e dizer falsidades na presença de um legilimencitista. Ou seja, a Oclumência anula a Legilimência.

Harry ficava mais vulnerável ao ataque de Voldemort durante o sono, e Snape tentou lhe ensinar como esvaziar a mente antes de dormir para se proteger.

O treinamento de Oclumência ocorria às segundas feiras na sala do professor, e consistia em Snape tentar penetrar a mente de Harry enquanto o garoto tentava se proteger com sua varinha. O feitiço usado para penetrar a mente é semelhante ao Crucius, mas pronuncia-se Legilimens e traz à tona as lembranças da pessoa.

Quando o professor começou a presenciar a cena de Cho Chang se aproximando do garoto, Harry conseguiu resistir como na maldição Imperius e lançou uma Azaração Ferreteante inconscientemente.

Harry não teve muitos avanços com o domínio da Oclumência no quinto livro, e, após presenciar uma das piores lembranças do professor em sua Penseira, teve suas aulas canceladas, ficando vulnerável e sofrendo, algum tempo tempos, um ataque de Voldemort, em

que o Lord das Trevas o atraiu até o Ministério da Magia, fazendo o garoto pensar que Sirius estava sendo atacado pelos Comensais da Morte.