Potter Heaven

Os filmes, suas classificações etárias e a bilheteria mundial

Filmes, Matérias, Potter Heaven

No dia 30 de julho de 1997, quando a autora J.K. Rowling publicou seu primeiro livro – Harry Potter e a Pedra Filosofal –, não tinha idéia do sucesso que estaria por vir. Em meados de 1998, quando os livros de Joanne já eram um sucesso absoluto, a distribuidora Warner Bros. decidiu comprar os direitos e lançar o novo fenômeno mundial nos cinemas.

Em meio a muitas e duras críticas feita por religiosos sob alegação de conteúdo pagão e satanista, os dois primeiro filmes potterianos – Pedra Filosofal e Câmara Secreta -, ambos dirigidos por Chris Columbus foram lançados com a classificação Livre para todos os públicos, tornando-se sucessos de bilheteria ao ocupar, até hoje, a 8º e 19º posição na Bilheteria Mundial, respectivamente.

Os filmes tem como enredo Harry descobrindo e se integrando ao mundo da magia, ingressando na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e embarcando em aventuras com seus novos amigos (Rony Weasley e Hermione Granger) contra seu inimigo mortal, Lord Voldemort.

Ao contrário de Harry Potter e a Pedra Filosofal e a Câmara Secreta, no terceiro episódio Columbus foi substituído pelo diretor mexicano Alfonso Cuarón, que deu um toque mais misterioso ao filme que contava a descoberta de Harry sobre seu padrinho e mais sobre o assassinato de seus pais.

Por conta dos momentos aterrorizantes e violentos – como a cena com os dementadores e Rony sendo arrastado por Sirius para dentro do salgueiro lutador -, quando lançado em 2004, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban foi classificado como Livre no Brasil, EUA, Grécia entre outros países, porém foi considerado não indicado para menores de 14 anos na Húngria. Ainda assim, o filme ocupa a 29º posição na bilheteria mundial.

No ano seguinte foi lançado o Harry Potter e o Cálice de Fogo, dirigido por um Mike Newell que, aproveitando a deixa de Cuarón, deu um ar sombrio a saga, investindo nos efeitos especiais que foram utilizados em massa enquanto Harry participa do torneiro Tribuxo. Com isso, o quarto filme ganha a classificação de 13 anos nos EUA e 10 anos no Brasil. Isso, no entanto, não impediu o sucesso de bilheteria mundial, ficando na 15º posição.

Quando David Yates assumiu a direção dos filmes da série, adotou um estilo mais sombrio em relação aos demais, abusando de efeitos especiais para intensificação das cenas; sem contar a tentativa de fidelidade das películas cinematográficas em relação aos livros, o que garantiu sucesso total nas bilheterias.

Em 2007 aconteceu o lançamento de Harry Potter e a Ordem da Fênix, que conta o período pós-Torneiro Tribuxo, quando Harry anunciou ao mundo mágico a volta d’Aquele-que-não-deve-ser-nomeado e o Ministério da Magia decide intervir em Hogwarts. Harry, então, ao lado de seus amigos, cria a Armada de Dumbledore para eles aprenderem a se defender e lutar contra Voldemort. Crianças lutando contra Comensais da Morte deu a Ordem da Fênix a classificação mundial de 13 anos. No Brasil, o filme chegou como inapropriado para menores de 10 anos.

O sexto filme do famoso bruxo criado por trouxas traz Dumbledore e Harry dando início à caça das horcruxes (objetos que contém pedaços da alma de Lord Voldermot) e a impactante morte do diretor. Harry Potter e o Enigma do Príncipe alcançou a 11º posição na Bilheteria Mundial, mesmo recebendo indicação para pessoas maiores de 12 anos em lugares como Brasil, Reino Unido e Estados Unidos por conta das intensas cenas de violência, medo e sensualidade mediana. Por aqui, a classificação acabou caindo para 10 anos na semana de lançamento.

Já o próximo filme, que será lançado no dia 18 de novembro de 2010, o tão aguardado Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1 conta o período pós-morte de Dumbledore, a descoberta da falsa horcrux encontrada e o início da busca e destruição das horcruxes por Harry, Rony e Hermione. Recentemente foi confirmada a classificação etária para RdM: Parte 1 e foi 12 anos no Reino Unido, 13 anos nos EUA e 14 anos no Brasil, por conta da moderada sensualidade e violência excessiva em suas cenas, como a semi-nudez dos 7 Potters e as perseguições dos sequestradores.

É claro que uma classificação alta assim deverá ser reavaliada no Brasil, que tem fama de “aliviar” as indicações. Isso já aconteceu ante, com Enigma do Príncipe. Provavelmente, Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 1 chegará aos cinemas na semana que vem com classificação indicada de 12 anos.

Descobriremos dentro de alguns dias!

Raphinha Q
Fanática por HP desde criança, adora o Sirius Black e admite que já teve pesadelos com Voldemort, sem contar que é completamente apaixonada pelo Daniel Radcliffe só pra constar ela é muito ciumenta.

Comentários

Os comentários estão indisponíveis