Potter Heaven

Minha vida sem Harry Potter

Minha vida sem Harry Potter

Caldo de Erumpente, Colunas, Filmes, Livros

Nostalgia. Mal acabou e já é assim que nos sentimos: desmedidamente e avassaladoramente nostálgicos. A estréia de “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2” gerou uma onda de reminiscências e saudade que invadiu os cinemas do mundo. Fileiras e fileiras abarrotadas de jovens (e muitos nem tão jovens assim) mergulharam de cabeça em suas lembranças, contando uns aos outros como aconteceu seu primeiro contato com o mundo mágico, a maneira como costumavam viver os dias de estréia dos filmes ou como corriam para as livrarias e garantiam o novo livro da Joanne. A saga Harry Potter encontra sua estação derradeira e a gente se pergunta o que vem depois do fim.

Para uma porção de gente, é um ciclo que se fecha. Um sinal para que sigam uma nova etapa. Funciona quase como um empurrão para fora da adolescência. Quantos de nós já não contam vinte e tantas primaveras? Hora de guardar a fantasia na gaveta e arregaçar as mangas. Estudos, emprego, contas a pagar, casamento, até filhos. Vida de trouxa não é mole. Não foi o Dumbledore mesmo quem disse que não valia a pena ficar sonhando e esquecer de viver? Então?

Tem um pessoal que não tem idade ainda para encarar de frente esses probleminhas de trouxa. Melhor para eles, não? Mas tem gente que também não vai largar a varinha ou saltar da vassoura ainda que a realidade chame. Ainda que a realidade grite!

A minha realidade anda berrando em meus ouvidos. Os berros estão ficando cada vez mais e mais e mais fortes! Ah, reparo que foi meu filhinho quem despertou e está chorando no berço. Tarefa trouxa? Não, esse é mais um serviço para a mãezinha bruxa que sou. Descubro que a realidade pode se impregnar da mais bela e poderosa magia quando resolvemos tratar dela com criatividade e, sobretudo, amor. Minha vida sem Harry Potter será uma vida cheia de Harry Potter.

Deixar a mágica no ar é nosso dever. Cerrar os olhos e se imaginar em Hogwarts, um exercício diário. Aplicar os ensinamentos os anti-preconceituosos e solidários que a saga deixou, uma rotina. Reler e reler os livros será uma maneira de voltar para casa. Tente. Persista. Pratique. Não deixe de viver para sonhar ou deixe de sonhar para viver. Vivamos! Sonhemos!

Agora deixem que eu vá pois meu pequeno bruxinho precisa de carinho e cuidados. Fralda para trocar, sopinha para fazer… Algo que uma conhecedora do sacrifício de Lílian pode fazer sem reclamar.

Luciana Barbosa
é colunista da PH e Designer Gráfica. Tem um quê de Severo e um bocado de Luna.

Comentários

13 comentários

Alessandra
19 de julho de 2011 às 16:26

Nossa, amei o texto. Realmente muito lindo. Harry Potter ficará para sempre em nossas vidas e em nossos corações. Pois ele não nos deixou, ainda vive dentro de nós.

jean carlos athaides ferreira
19 de julho de 2011 às 16:38

ontem,na ultima sessao que vi de Harry Potter… foi a coisa mais estranha pra mim… era a ultima vez que eu estaria vendo meu trio favorito em um cinema,era a ultima vez, que via Hogwarts, era a ultima vez que eu faria uma viajem de 216 km para a cidade que tem cinema mais proxima da minha cidade, so para ver Harry Potter, Começei a acompanhar Harry nos cinemas em a Ordem da Fenix, um pouco tarde para mim, porem os outros filmes acompanho nas locadoras desde que foram lançados, ha 8 anos atras eu nao poderia imaginar que em minha perna estaria tatuados,Harry,Hermione,Dumbledore e Voldemort, nao seria capaz de prever que o fim me deixaria tao triste. é verdade… acabou… agora talvez como vc disse seja mesmo hora de crescer… 24 primaveras ja se passaram pra mim… é hora de abandonar a capa da invisibilidade e encarar o mundo real… é hora de crescer… mas sem esquecer jamais de tudo que aprendi nessa historia, nessa historia da minha vida…

Nathália
20 de julho de 2011 às 17:50

Eu só tive 12 primeveras até agora!Acompanhei HP desde 10 primaveras atrás!Sabe…HP foi a minha vida até hoje,e,só de pensar que tá tudo terminado,que eu nao vou mais encher a minha mae,pq eu quero ir ver o filme no cinema,e nao vo ter que juntar a minha mesada pra comprar um outro livro,é triste,sabe?Essa é a primeira vez que eu me sinto assim,pq HP é tudo pra mim.Toda noite eu choro antes de dormir,só de pensar nisso…
Foi o próprio Dumblerore que disse:”É difícil dizer adeus quando se cresce junto.”,agora eu entendo…

Thiago Alves
21 de julho de 2011 às 13:37

Eu não poderia deixar de comentar em um texto tão lindo. É mais que óbvio que não devemos deixar a magia de lado. Outro fato, é que Harry Potter deve estar presente cada vez mais em nossa vida, assim como não devemos ignorar a realidade. Um pouco de magia em um mundo nem tão mágico assim é algo totalmente necessário. É mais que nossa obrigação fazer com que nosso herói, que consegue se diferenciar de todos os outros, continue vivo para sempre. O texto está totalmente digno de uma pessoa que tanto ama a saga (como você). Parabéns e não deixe de nos gratificar com mais textos. Beijos (pra você e pro pequeno bruxinho. rs).

sarah jully
21 de julho de 2011 às 14:05

minha vida sem harry potter ñ existe harry potter pode te “cabado” nos cinemas..mas em mim nunca vai ter um fim….eu vou ter harry potter até a morte e meus filhos iram ler HP taambem…

sarah jully
21 de julho de 2011 às 14:27

o Jorge sem o Fred o Draco sem o Crabbe
…sou eu assim sem vc…
o Denis sem o Colin os Elfos sem o Dobby.
.sou eu assim sem vc porque teve que ser assim? porque teve que ter um fim UM LIVRO A TODO INSTANTE nem mil cartaz berrantes vão poder fala por mim
a Cissa sem a Bella canino sem cadela
sou eu assim sem vc….
Hogwarts sem marotos porção sem o ranhoso
sou eu assim sem vc…to loca pra te ver jogar, toloca pra erguer as mãos E ver o adiversário tomar um balaço rebatido pelo bastão…&u não existo longe de vc e a solidão é meu pior castigo
eu vou pra Hogwarts pra poder te ver mas os testrados estão de mal comigo..porqueee? A GINA sem o HARRY Victore sem o Teddy
sou eu assim sem vc…
Sinistro sem Trilawney.. RONE sem MIONE
sou eu assim sem vc ..PORQUE TEVE QUE ACABA J.K TEM QUE CONTINUA UM HARRY POTTER 8 OU LIVRO DOS MAROTOS EPILOGO MAIOR JÁ DÁ…
estou sozinha sem o HP e a solidão é meu pior castigo..sem livro novo vou ter que rele mas ñ faz mau eu gosto mesmo é disso…..
HARRY POTTER PODE TER “ACABADO” NOS CINEMAS…MAS EM MIM NO MEU ♥ NUNCA HP VAI TER UM FIM NUNCA ELE SEM PRE VAI TA VIVO DENTRO DE MIM….♥

KarenNeves
21 de julho de 2011 às 15:28

Que texto mas lindo, Harry Potter

Jefferson
21 de julho de 2011 às 19:55

É isso! “Não deixe de viver para sonhar ou deixe de sonhar para viver. Vivamos! Sonhemos!”

T___T

Paloma
28 de julho de 2011 às 16:29

EU ESTAVA DESESPERADA MAIS DEPOIS DESTE TEXTO LINDO FIQUEI BEM…PORQUE A SAGA PODE TER ACABADO SÓ NOS CINEMAS…
PORQUE EU NUNCA VOU DEIXAR O FEITIÇO “OBLEVIATE” ME ACERTAR…
VIVA O HARRY POTTER…

clk
30 de julho de 2011 às 1:16

@sarah jully: Lindo texto/música, estou emocionado!

Felipe Longbottom
11 de agosto de 2011 às 12:54

cara, você se inspirou no Dumbledore para fazê-lo, né? kkkk
realmente, eu nao sabia como colocar em palavras o que sentia, más, por sorte, compartilhamos um sentimento parecido, e fico feliz por “nao estar sozinho” nisso. kkkk

Miguel
12 de agosto de 2011 às 16:45

Ç_Ç
Depois que eu terminei de ler o último livro eu chorei, mas até aí tudo bem, porque quando acabou o filme eu tive a sensação de que acabara de me tornar órfão.

gleydson
22 de agosto de 2011 às 11:52

e muito legal e eu quero assistir