Potter Heaven

Novidades e rumores na produção de EdP

Harry Potter e a Ordem da Fênix, Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Harry Potter e o Enigma do Princípe

Agora que está todo mundo mais tranqüilo com a confirmação do trailer de 15 segundos de Harry Potter e o Enigma do Príncipe com a versão em IMAX de Batman – O Cavaleiro das Trevas (não que isso sirva de consolo, mas enfim…), posso me dar ao luxo de acabar com a felicidade de vocês de novo.

Porém, antes de tacar mais lenha na fogueira, o IMDB atualizou ontem a página do ator Freddie Stroma (Córmaco McLaggen) com uma foto inédita e a agência Casting Call Pro liberou mais duas fotos de Charlie Bennison (o vampiro Sanguini). Hoje, o Oclumência conseguiu mais uma série de fotos de Freddie Stroma, e você pode conferi-las abaixo:

Certo, agora vamos às bombas. A revista Magic Magazine liberou uma nova entrevista com Tom Felton em que ele fala sobre a importância que Draco ganha no sexto filme. O problema mesmo está na outra parte da revista, que solta uma informação que deve deixar muita gente louca. Como podemos considerar a informação um spoiler, para ler, clique em Continuar Lendo.

Ainda aqui? Certo. Lembram que Clémence Poésy confirmou que não estaria em EdP? Então sem Fleur Delacour, não há necessidade da existência de Gui Weasley, certo? Então é natural que o ataque de Fenrir “Lobo” Greyback não exista, porque a única utilidade dele é deformar o rosto de Gui para mostrar que Fleur é mais do que um “corpo” e abrir o gancho pro casamento em Harry Potter e as Relíquias da Morte.

Bom, isso seria natural, mas não na mente de Steve Kloves. A revista diz que o ataque estará, sim, em O Enigma do Príncipe, mesmo sem o Gui. Ao que parece, Greyback atacará Arthur Weasley, o pai de Gui! Sim, sim! Agora, alguém pode me explicar o por quê disso?

Mione woOd
é a criadora da Potter Heaven e fanática de carteirinha. Brasiliense formada em Design Gráfico, é absolutamente tarada pelo Ron e culpa o Steve Kloves por todas as burradas feitas nos filmes. No twitter, é a @maribergo.

Comentários

8 comentários

Jorge Leberg
10 de julho de 2008 às 21:52

A Fleur e o Gui não são personagens deveras importantes ao coerente andamento da trama em EdP, mas o são em RdM, e daí vem o meu medo. O que eles farão no casamento? Substituirão por um insosso ataque à Toca em RdM – não que eu esteja criticando o ataque adicional em EdP, foi uma sacada genial do Yates, pois duvido que essa inteligente tenha saído da cachola tão obtusa como a do Kloves – e aí tudo ocorre, e acabou-se? Pois se eles não aparecerão nesse filme, acho muito difícil a Warner casquinha convidá-los novamente.

http://www.pointcultural.com.br

Mione WoOd
10 de julho de 2008 às 22:01

A minha preocupação é exatamente a mesma que você tem, Jorge. Não dá para simplesmente colocar os dois “do nada” na história do próximo filme. Não tivemos referência NENHUMA ao relacionamento deles, e o Gui não passa de um figurante naquela foto no jornal em PdA.
Parece que o Kloves não pensa num contexto, não lembra que isso é uma franquia e que os episódios PRECISAM se relacionar de algum modo.
Não é à toa que muita gente por aí odeia os filmes e acha que Harry Potter não presta. Os filmes – quero dizer, os roteiros – distorcem coisas e esquecem de adicionar dados que seriam essenciais. Já estou vendo outra lambança estilo “quem são os Marotos?”, sabe?

Quanto à cena adicional, acho desnecessária. Quero dizer, A Toca é justamente um refúgio, o lugar em que ainda podemos confiar. O grande lance do início do sétimo livro é justamente isso: se não podemos confiar nA Toca, onde mais estaremos seguros?

Talvez seja a maneira deles cortarem o casamento. Agora, que isso vai confundir a cabeça de meio mundo, não tenho a menor dúvida!

E muuuito obrigada pelo comentário, sinto a falta dessas discussões no site =D Volte sempre!

Will Hara
11 de julho de 2008 às 0:51

Hunmmmmmmmmm…
Francamente, heim? Deveria ter uma pequena aparição desses dois aí, mesmo que pra preparar os telespectadores para o relecionamento deles no sétimo filme…

Ótimo, imaginem os CORTES que levam a outros CORTES:
Sem Fleur e nem Gui neste filme, pode-se descartá-los do sétimo. Okay. Sem casal, não há A CASA DO CASAL, o Chalé das Conchas. Se não me engano, é neste mesmo local onde ocorre uma das importantes mortes do sétimo livro, certo?!

AAAAAAAAAAAAAARGH!
Já estou até vendo as troscentas e duas “adaptações” que farão daqui pra frente…
¬¬

De certa forma, parece um desrespeito aos fãs…

Mione WoOd
14 de julho de 2008 às 12:48

Parece? Você disse “parece”, Will? O respeito deles em relação a nós acabou no momento em que eles trouxeram o Kloves de volta. Se não foi nesse momento, certamente foi quando eles esqueceram que tinham uma divulgação para fazer e não se manifestaram.

Agora, até que ponto essa palhaçada vai chegar, é um mistério que assombraria até o Voldemort, viu uahua

Deora
18 de julho de 2008 às 12:16

Não duvido que o Steve Kloves não faça como está sendo comentado, afinal os diretores normalmente interferem muito na história, como se o filme fosse algo completamente diferente do livro, terminando quase sempre patéticamente parecido com o fim do livro.
Mas eu sinceramente acho que o ato de bravura do Dobby, (que me fez chorar todas as vezes que eu li o pedaço) é importante para os fãs e não para os diretores e a produção da warner.
Dobby também foi muito importante no quarto livro quando salvou o Harry com o guelricho na segunda tarefa do tribruxo… e colocaram o Neville pra dar o guelricho a ele. Não duvido que coloquem alguém para aparecer no lugar do Dobby, alguém como a Luna, já que ela é importante. Eles economizariam tempo de pensar em outra pessoa.

Any Potter
22 de julho de 2008 às 15:10

Cara, isso é uma total falta de respeito com os fãs!
Apenas quem leu o livro vai entender, vai saber, mas como masi da metade das pessoas acham que o filme é “o bastante”, que “o filme resume o possível, mas não deixa nada de fora” vão se atrapalhar! Meus amigos dizem que os filmes são umas porcarias, não dá pra entender o enredo da história, a ligãção com os filmes anteriores, que é difícil tentar entender uma coisa que não há explicação.
A elfo doméstico Winky, no quarto livro, foi acusada de conjurar a Marca Negra, e lea e o Dobby nem chagam a aparecer, a Hermione nem toca no assunto do FALE, coisa que ela faz o tempo todo no livro…
No nos resta pedir(implorar) a Deus que eles façam algo mais “fiel” ao livro.
PS:A J.K. Rowling devia participar mais da roteirização e não deixar eles fazerem essa meleca com os filmes!!

Fernando
1 de fevereiro de 2009 às 14:59

Não dá pra acreditar! Sem Gui e Fleur não existirá o Chalé das Conchas, cortando assim uma das partes mais tristes do livro, o momento em que o Dobby morre e o Harry o enterra com uma pá. Chorei nessa parte e é como se arrancassem a bondade e a coragem do elfo, deixando apenas a vaga lembrança dele do segundo filme como um bichinho assustado. Tirarão a alma e as características únicas do Dobby.

Helena
30 de março de 2009 às 19:30

Eu estava louca pra ver o próximo filme, agora eu estou é com medo, EdP é o meu livro favorito da série e cada notícia que eu leio sobre o filme é mais um absurdo que eu fico sabendo. Espero que não seja tudo verdade, ou esse filme corre o risco de ser uma decepção…